domingo, 17 de janeiro de 2010

Velório em Bela Vista

Meu pai estava em casa quando os filhos do Sr G. o encontraram.

O velho senhor havia falecido de tarde, na sesta depois do almoço,sendo encontrado morto na cama pela esposa que foi o acordar para o café da tarde.

Tinha mais de 90 anos, como se diz hoje já estava fazendo hora extra.

A preocupação dos filhos era agora com a mãe.

A certeza que tinham é que a velha senhora iria passar mal durante o velório.

Em Bela Vista os velórios aconteciam em casa, o defunto posto na sala, com as portas abertas para receber os que vinham dar os pêsames.

O velório deveria durar pelo menos a noite toda, como mandavam os costumes locais.

Eram clientes antigos de meu pai e lá se foi ele para o velório.

Chegando na casa, a filha mais velha o levou até a mãe.

- Veja doutor, ela está assim quieta desde que o encontrou. Só pede água e fumo para mascar. Não fala nada , nada. Foram mais de 50 anos de casamento, ela não vai agüentar a emoção doutor , o que o senhor acha ?

Sentada em uma poltrona, de visão central para tudo o que ocorria na sala, a idosa apoiando uma das mãos em uma bengala apenas olhava e, de vez em quando, cuspia o fumo que mascava em uma escarradeira.

Meu pai aproximou-se , cumprimentou a senhora .

Recebeu como resposta um sorriso.

Parou e verificou a pressão arterial da paciente .

Estava 11 x 7, pressão arterial de adolescente.

A filha voltou e pediu a meu pai para ficar e acompanhar o velório.

Podia não ter sido agora, mas com certeza a mãe não iria agüentar, foram mais de 50 anos de casamento.

Assim meu pai ficou no velório durante toda a noite e madrugada adentro.

Sentada estava a senhora e sentada ficou a noite toda.

A pressão sempre a mesma , 11 x 7.

Manhã já alta , o caixão começa a ser preparado para ser levado até o cemitério.

A velha senhora então se levanta e caminha em direção ao falecido, no meio da sala.

O grito de Doutor acuda , é agora , coloca meu pai em estado de alerta total.

A casa parou em silêncio para ouvir a fala, com toda certeza emocionada, daquela que fora casada mais de 50 anos com o agora defunto.

Chegando próxima ao falecido a velha senhora disse :

- É G., foram mais de 50 anos de casados. Que a terra lhe seja pesada, foram mais de 50 anos de sofrimento, de vergonheira com mulheres, de lhe aturar cheio de cachaça , que o inferno esteja muito quente lhe aguardando seu desgraçado, finalmente vou ter paz .....

Evitando Shoppings

Esta quem me mandou também foi o Jackson.

Como fazer com que sua esposa, noiva ou namorada nunca mais o chame para fazer compras em grandes lojas de departamento, shoppings ou supermercados .

1 – Retire caixas de preservativos das gôndolas de farmácias e coloque nas cestas de outros clientes,notadamente aqueles com mais de 60 anos que estiverem acompanhados ;

2 – Pare na seção de relógios, peça para ver alguns e sem que o vendedor perceba acione o alarme de todos para disparar ao mesmo tempo em meia hora;

3- Quando o primeiro vendedor se aproximar e lhe perguntar se pode ajudar diga que sim, comece a contar que sua infância foi traumática , que até hoje carrega instintos assassinos e que já foi diagnosticado como esquizofrênico , estando livre da cadeia após 3 assassinatos de vendedores que não quiseram lhe ouvir , por conta da doença.

4- Esconda-se atrás de uma arara de roupas e quando alguém se aproximar apareça e grite : Achou , você me achou !

Se nada disto funcionar , a última é definitiva .

Vá até um provador de roupas quando a loja estiver bem cheia .

Abra a porta e grite :

- Ei gente , aqui não tem mais papel higiênico !!