sábado, 29 de junho de 2013

Humor Negro - Rapidinha

A palestra era séria . Estava a palestrante a falar de diabetes e como é importante sua prevenção, os sinais a observar , a importância do controle da alimentação , a presença de açúcar em cada um dos alimentos que consumimos.
A estória ganhou tons mais sérios, verdadeira tragédia, quando começou a falar do acontecido em sua família .
Quando criança lembrava-se de quando o avô teve que amputar uma perna .
Anos depois o avô amputou a outra perna.
Mais tarde o mesmo se sucedeu um tio e depois com outra parente.
Nesta hora não deixei de ouvir o comentário da colega a meu lado, amiga há mais de 20 anos , que deixou o comentário escapar de forma inocente .
- Puxa , quem vendia muletas para a família dela fazia dinheiro.
Levantei-me e fui para minha mesa, quase não seguro o riso.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Um Caso de Amor


Desta vez não é um caso de humor, mas sim um caso de amor.
Sorte tem o homem que tem vários amores,
E assim preenche sua vida ,
De amor filial pela mulher que lhe deu a vida,
De amor carinhoso pela mulher, primeira professora, que me ensinou a desenhar letras,
De amor, paixão, pela mulher, primeira namorada, razão do primeiro beijo de paixão,
De amor fraterno pela mulher, irmã , ombro amigo e confidente,
De amor e admiração pela mulher, colega , gerente, diretora , parceiras de trabalho, e desenvolvimento mútuo ,
De amor pela mulher, paixão e fogo, razão de sonhos e desejos
De amor paterno pela mulher, filha perfeita, realizadora de seus sonhos,
De amor intenso, razão de vida, pela esposa, companheira, amante, amada .
Sorte tem o homem que tem mulheres, razão de amor, em sua vida .