domingo, 22 de junho de 2014

Confie no instinto de seu cão.

Passeio sempre que posso com meus cães.
É coisa que relaxa a todos , eles ficam mais tranquilos e eu também . Os 30 a 40 minutos de caminhada me fazem bem .
Tomo alguns cuidados, levo sacos plásticos para recolher “presentes” que deixam nas ruas , observo sempre a presença de outros cães vindo no mesmo sentido , as guias estão sempre em meu pulso  e deixo espaço nas calçadas para pessoas passarem por nós .

Procuro não fazer o mesmo trajeto sempre para que não tomem o passeio como algo já de seu espaço conhecido.
Sempre atraem a atenção, Scottish Terriers não são comuns e modéstia a parte seu jeito de andar, seu porte  são muito bonitos.
Frequentemente nos param, perguntam,elogiam.
Acho que o fato de andar com três em cor de pelagens da mais clara a mais escura chama mais atenção ainda .
Nestas paradas, quando somos abordados, eles ficam calmos, sentados a meus pés.
Não atendem a chamados, a assovios,  ficam relaxados em sua pose distante.

Acredito que por me perceber calmo ficam também.
César Milani, o grande adestrador, diz que cães conseguem captar nossa energia.
Quando quem lidera está tenso a matilha percebe e também fica tensa. Se a matilha é equilibrada ela reage de acordo com a reação do líder.
O que percebo com meus cães é algo além disso .
Eles fazem a leitura de pessoas e se interpretam algo como ameaça reagem rápido, mesmo não tendo eu percebido nada.

Hoje no passeio aconteceu assim. 
Estávamos descendo a rua próxima como sempre fazemos quando um homem a atravessou vindo em nossa direção mas ainda longe . O vi atravessar , homem branco, por volta de 40 anos, camiseta branca, bermuda jeans, sandálias de dedo. 
Ao se aproximar de nós, sem nenhum motivo aparente, Apolo deu o bote ainda a uns dois metros do cidadão .
Segurei a guia, o puxei de lado ,dando espaço para o sujeito passar que olhou para Apolo com interesse enquanto este continuava a mostrar todos os caninos grandes latindo com vontade.
Quando ele estava de costas para nós percebi a razão da reação de meu preto .
Uma bainha de grande facão aparecia nas costas do sujeito, abaixo da camiseta.

Não acredito que fosse nos assaltar ou oferecer ameaça mas algo em seu estado de espírito alarmou meu cão  que reagiu.
Confie em seu cão, ele consegue avaliar pessoas.

sábado, 21 de junho de 2014

Argentinos

Estava lendo no jornal de hoje, 21/06, as notícias de brigas entre torcedores argentinos e brasileiros em Belo Horizonte após horas de provocação dos argentinos .
Cantam sempre sua fantasiosa supremacia sobre nós, que Maradona foi melhor que Pelé , que seu futebol é melhor .
Mesmo tendo ganho somente duas copas, uma delas com providencial ajuda de goleiro de time adversário, se julgam superiores.
Gosto muito de visitar a Argentina, come-se muito bem , nossa moeda está mais forte, alguns itens ficam muito baratos.
É muito fácil esbarrar em muitos brasileiros em grupos e não nos vemos cantando nossa superioridade como nação .
Mudando de pólo lembro de quando trabalhava na rede de restaurantes americana e eles com uma quantidade muito inferior de lojas em relação ao Brasil , um quinto do total, com problemas reportados de incidentes em contaminação de alimentos que tinham frango em sua composição, tentavam demonstrar como sua operação era melhor .
Em uma dessas visitas a Argentina nesta época lembro de ter chegado a Buenos Aires com a paridade peso-dólar em vigor . Um cafézinho custava 3 USD .
O estado dos táxis é sinal da pujança de uma economia em uma cidade .
O que peguei em Ezeiza estava amassado na lateral direita mas o motorista ao que parece não via problema algum .
Reparei que era condição comum em muitos outros, carros velhos, mal cuidados..
Pois ao me descobrir brasileiro, estava a seleção brasileira disputando as eliminatórias da Copa de 2002 com dificuldade na época, ao contrário da seleção argentina no momento, desandou a falar de como era nosso destino ser ultrapassados por eles, que sempre tinham sido melhores, a Copa de 2002 iria provar isso. Que Maradona tinha sido muito melhor que Pelé , não entendia como não enxergávamos isso.
Respondi que as eliminatórias não haviam acabado , que tinhamos um bom time .
Ele insistiu , que fáriamos triste papel em 2002.
Para encerrar o assunto resolvi dar a estocada certa , perguntei :
- E a economia aqui como vai ? Pleno emprego , as pessoas estão felizes ?
Antes de calar a boca durante todo o resto do trajeto ele só perguntou :
- Seu hotel é o Sheraton  certo ?
Respondi que sim enquanto desfrutava do silêncio provocado por uma arrogância ferida .


quarta-feira, 18 de junho de 2014

Conversas no Facebook

Sou usuário confesso do Facebook . Participo de um grupo de apaixonados por Scottish Terriers, leio o que amigos publicaram , muitas vezes publico o que penso sobre a situação que vivemos no país ou ainda para muitas vezes brincar com amigos.

Mas é no grupo de apaixonados por Scottish Terriers que passo a maior parte do tempo. Neste grupo converso muito com um conjunto de pessoas, do qual faço parte ,  que também se dedica a facilitar a adoção de Scottish Terriers.

Somos pessoas de formações distintas , moramos em cidades distintas , gostamos muito de nossos cães ,e nos movemos em nome dessa paixão em busca de novos lares para cães .
Gostamos muito de falar, de cerveja, de pasteis, de vinho, não necessariamente nesta ordem, mas toda noite nos falamos.
Nestas conversas surgem casos engraçados .

Como quando M. , R. , D. e  L. conversavam sobre  como conseguir a viagem de L, em dia de semana para encontro movido a vinho, pasteis e bate-papo.
D sugeriu, entregue um atestado médico no seu trabalho.
L. rejeitou , atestado assim é complicado.
Diga que um parente morreu, uma tia , sugeriu M.
De novo L. não aceitou, morte não dá, meu chefe pode desconfiar assim explicou.
Foi a vez de R sugerir, um sequestro relâmpago.
A reação de L foi espetacular .
- Quem foi sequestrado ? Onde ? R ,  você está bem ?.
Não houve mais como planejar .....

Outro caso legal surgiu hoje .
Como muitos nestes meses R. participa de um bolão de resultados da Copa, e publicou foto segurando uma lanterna, está em último lugar .
O comentário da amiga do Paraná foi ótimo :
- Que legal R. ! Ganhou uma lanterna , agora você não perde de vista seus meninos no escuro .