sábado, 17 de agosto de 2013

Quem fala o que quer .....

Sábado, estou na rua andando com meus cães. Ao passar em frente a agência do banco lembro que preciso fazer um saque no caixa 24 horas.
Não tem jeito, resolvo entrar com os cães.
Ao entrar vejo duas mulheres em frente a um outro terminal de atendimento.
Faço o saque, estou guardando o dinheiro quando uma das mulheres ao ver meus cães diz :
- Olha,são os cães do comercial do IG !
A confusão entre Westies e Scotties é muito comum . Resolvo esclarecer .
- Não são Westies, são Scottish Terriers.
Neste momento a outra mulher, mais velha, faz o comentário imbecil .
- Claro que não,são completamente diferentes,o cão do comercial é bonito, esses não são.
Não digo uma palavra, abro a carteira e lhe estendo uma nota de dez reais.
O olhar é de surpresa e vem a pergunta :
- Para que é isso ?
Não escondo a satisfação em responder :
- Apenas uma ajuda, para a Sra comprar um óculos e espelho para colocar em sua casa.
O olhar agora de ódio é minha recompensa.
Saio contente com meus cães .

domingo, 4 de agosto de 2013

Ser gentil faz bem

Há algumas semanas estava lendo sobre o papel de neurotransmissores e como são importantes em nosso dia a dia para uma vida feliz.
Aprendi que a sensação que temos quando somos solidários, altruístas , gentis com estranhos, vem da liberação de dopamina em nosso organismo que nos provoca a sensação de bem estar, calma , relaxamento.
Esta semana vivi duas situações assim.

Na segunda-feira pela manhã cedo estou parado no sinal de transito da rua Buenos Aires com Av Rio Branco quando 4 meninas , mochilas da Jornada Mundial da Juventude nas costas, passam por mim . Estão rindo, brincando, uma delas me lembra Elisa minha filha .
Uma delas aponta para outra na direção  para um morador de rua, deitado em um papelão, ao lado do McDonald´s .Está o homem dormindo.
A menina retira um colchonete de espuma amarrado em sua mochila e coloca ao lado do homem .
Estou ainda parado observando quando elas se juntam as outras pessoas próximas esperando o sinal abrir .
Não resisto e falo com a menina que deixou o colchonete .
- Muito bonito o seu gesto , parabéns .
Ela me olha com um sorriso e responde rapidamente, o sotaque é mineiro :
- Estou indo para casa moço , ele precisa daquilo muito mais do que eu .
O sinal fechou e atravessamos , o dia está  bonito mas senti que tinha ficado melhor ainda .

Estou no supermercado para as compras da semana quando em frente a seção de pães, empurrando meu carrinho, sou abordado por um senhor.
Deve ter menos de 40 anos, as roupas são simples mas estão limpas, traz uma cesta básica em seu carrinho.
Observo o rosto, está limpo, os olhos estão claros , não tem o hálito e a aparência de um bêbado .
- Senhor , com todo o respeito, desculpe lhe parar assim , mas estou há quase três horas aqui no mercado, me humilhando em pedir mas estou desempregado, o seguro desemprego acabou , minha família está me esperando em casa e não temos mais nada . O senhor pode me ajudar a comprar esta cesta básica ?
Olho novamente o carrinho e só vejo mesmo a cesta básica .
Pergunto-lhe o preço da cesta básica .
- São 49,79 senhor .
Abro a carteira e lhe dou uma nota de cinquenta reais .
Ele olha a nota com surpresa e um imenso sorriso aparece quando me abraça.
- Ganhei a cesta , muito obrigado , muito obrigado meu Deus , muto obrigado senhor.
Digo-lhe para ir em paz , que sua vida melhore.
Ele se vira sorrindo e vai em direção aos caixas.
Olho ao  redor e vejo uma senhora, cabelos muito brancos, que me sorri e bate palmas me cumprimentando.
Digo-lhe sorrindo , não foi nada senhora, para a alegria que estou sentindo foi muito barato.