quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Besteiras em Viagem

Uma das coisas que sempre gostei de fazer em viagem é observar fatos e situações em volta.
Aprende-se muito sobre o comportamento da população local e , em lugares com muitos turistas , algumas coisas engraçadas se notam.
Como por exemplo a situação em que estou sentado em um banco em um jardim de um parque aguardando a filha e a mulher sairem de uma loja.
Duas mulheres se aproximam, sentam-se no outro banco em frente a mim, o casaco de uma empresa de viagens as denuncia. São brasileiras viajando em excursão.
A mais velha, se dirige a mais nova :
- Janaína minha filha , acabei de sair do banheiro, mas estou com uma vontade danada de fazer cocô novamente .
- Mamãe , isto é coisa que se fale em voz alta ?
- E daí ? Só estamos nós duas neste banco e aquele sujeito ali não tem cara de brasileiro, não entende português.
Não esboço reação, continuo com o olhar perdido, fingindo mesmo não entender.
- Viu , não é brasileiro, até parece mas tem jeito de latino.
- Vá ao banheiro então mamãe , eu lhe aguardo .
- Vou esperar mais, acho que dá para segurar um pouquinho, acho que são gases querendo sair.
- Mamãe , que cheiro ruim !
- Não disse, são gases .
Leila e Elisa saem da loja e para elas me encaminho. Não resisto porém ao comentário:
- Minha senhora, se apertar mais o banheiro é logo ali atrás, a indicação "Restrooms".
A filha arregala os olhos em surpresa e cora de vergonha.