Pecado da Gula

As vezes o pecado da gula pode realmente levar a situações muito desagradáveis. Lembrei de algumas situações assim quando conversávamos na hora do almoço , eu e parte da equipe em trabalho extra no sábado.

Alguém sempre lembra de uma pessoa que só vai na aba na hora do churrasco marcado , na hora de trazer o biscoito , ou de sempre estar filando a bala , o bombom dos outros.

Na primeira empresa que trabalhei assim acontecia , era deixar um pacote de balas na mesa e se ausentar que , batata, as balas sumiam .

Sou da opinião que um pedido simples resolve muito , pegar sem pedir, sem nada falar , é muita cara de pau .

Resolvi o mistério comprando um pacote de balas azuis, isto é deixam a boca toda azul , numa loja de artigos para mágicos na rua da Uruguaiana.

Larguei o pacote e esperei o resultado .

Encontrei o mensageiro aflito no banheiro lavando a boca toda cheia de tinta azul que, no esforço para se lavar, havia pingado na camisa.

A estória se espalhou , nunca mais pegaram algo em minha mesa.

Isaac me contou outra situação dessa.

Renato sempre teve o olho maior que a boca.

Isaac então , para aprontar , separou de caixa onde havia retirado um monitor um punhado grande de flocos verdes de isopor , usados para proteção do equipamento na embalagem .

Colocou os flocos em uma cumbuca de plástico, falou com Alessandro sobre o que ia fazer e sentou-se a mesa.

Sentado atrás de Alessandro e ao lado de Renato fingiu estar mordendo e engolindo o “biscoito “.

Alessandro, ciente da estória , virou-se para trás e pegou dois , fingindo também comer.

Foi o que bastou para Renato cair na armadilha :

- Pô Isaac , vocês comendo e nem oferece ?

- Pega aí .

Levantou-se , encheu a mão e colocou um punhado em sua mesa voltando a trabalhar.

Mordeu , engoliu o primeiro e reclamou :

- Isaac , isto está sem sal nenhum , é biscoito velho ?

- Tenho 2 envelopes de sal aqui , quer ?

- Passa aí ...

Segurando o riso Isaac viu Renato polvilhar sal no punhado de “biscoitos “ e mastigar e comer outro.

A estória ia assim até Cristina Brito entrar na sala , ver o punhado separado na mesa de Renato, e perguntar :

- Renato , o que é isso que você está comendo ?

- Skiny , pega aí , quer ? Isto dito colocou mais um na boca.

Cristina pegou , cheirou e disse em seguida:

- Renato , você está comendo isopor ?

A risada de Isaac e Alessandro fez com que Renato cuspisse tudo que tinha na boca .

Comentários

Unknown disse…
Bem, ser guloso é só um "pecadinho"... desde que peça, claro! eheheheheh

Abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

O nome da raça

Casos de Advogados

Mal entendidos da vida de hoje