Pérolas II - Soletrando

Li há alguns dias post no Facebook, em defesa da língua portuguesa, em que se lista algumas pérolas de grafia que as vezes encontramos em comentários, e-mails, etc.

O post falava das preciosidades como “seje “, “esteje “, “perca“, “menas” e outros termos que volta e meia são utilizados.

Não sei mesmo se termo é a definição correta a se usar pois não existem como palavras .

Pensando de maneira mais positiva lembro dos textos de Guimarães Rosa, talvez sejam estas pessoas escritores em potencial.

Já recebi mais de um e-mail de profissional de varejo em que se alertava para medidas para combater “perca “ de venda .

Mesmo respondendo que não haveria perda, com a palavra grifada, em outra nota vinha novamente a menção a “perca “.

Lembro de ocasião em que ao final de um projeto com sucesso recebi nota de parabéns do então superintendente de TI :

“Você é mesmo um craque , que nem Romário , um grande proficional “.

Quando li a nota falei com um colega de equipe :

- Acho que L. está zombando, olha a nota que ele me mandou , profissional escrito deste jeito ?

- Ely, para mim ele também escreveu assim . Acho que ele não acredita no corretor de textos .

Mas as vezes estas bobagens produzem situações hilárias .

Estava eu sorteando brindes de fim de ano, que havia recebido, entre os membros de minha equipe .

Um dos mais aguardados no sorteio era uma garrafa de uísque 12 anos .

Puxei o nome sorteado e disse apenas para provocar :

- Atenção, o ganhador deste brinde tem a letra A no nome .

Foi o que bastou para Renato se manifestar soletrando cada sílaba de seu nome :

- Re-na-to de Me-lo Mou-ra , Moura , Moura tem letra A , estou dentro !

No meio da explosão de risos, Renato fez uma cara de espanto, que só passou quando Alessandro lhe disse :

- Bebê não me envergonha, quais as letras de seu primeiro nome minha criança ?

Comentários

Luiz Scalercio disse…
muito bom essa postagem gostei
muito mesmo.
um abraço.
Olinda Morgado disse…
É bom passar a mensagem!
:)

Postagens mais visitadas deste blog

O nome da raça

Casos de Advogados

Mal entendidos da vida de hoje