sábado, 3 de dezembro de 2016

Soletrando - II

Estamos hoje conectados a tudo que acontece no globo .
Um acontecimento na  Ásia, do outro lado do mundo, nos chega com informações em tempo real .
Mas para que isto aconteça precisamos, antes de mais nada, compreender a mensagem enviada, decodificar o texto e a ele associar um sentido.
Os nomes narrados abaixo são fictícios, a situação é real .
Pois estava o engenheiro, encarregado do turno da operação da usina,  cobrindo o horário de almoço, de um funcionário, na central de monitoramento de operações .
Ao perceber um sinal indicativo de mau funcionamento de um equipamento na planta  puxou o telefone interno, e chamou um operador que estava próximo da área .
O dialogo assim seria também reproduzido por todos os alto falantes da área.
Vale registrar que todos os equipamentos tinham uma código que os identificava .
No caso o equipamento tinha o código GB0124572.
O operador próximo da área era senhor com mais de 30 anos de trabalho na usina.
Depois de muito trabalhar sem o uso de proteção auricular estava meio surdo.
A conversa transcorreu assim :
- Zé Carlos , é o Bira . Dá uma olhada por favor na esteira GB0124572 .
- O que ?
- Olha para mim a esteira GB0124572 .
- GD0124572 ?
- Não , GB0124572.
- Hein ?
- GB0124572 por favor .
- GC0124572 ?

- Não seu burro , G de “Juda” , “B  de Bacate “ .

Nenhum comentário: